Rádio Líder do Vale - 24hs ao vivo - Aperte o Play e escute ----->>>
Pubicado em: ter, fev 19th, 2019

Família Acolhedora: Irmãos acolhidos pelo são adotados por casal do Rio Grande do Norte

Sapucaia do Sul – De Sapucaia do Sul para Mossoró. Quatro irmãos de 1, 3, 5 e 8 anos, que viviam em um abrigo da cidade, tiveram seus futuros transformados pelo Programa Família Acolhedora, implantado no Município pela Prefeitura de Sapucaia do Sul, através da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social. Por quatro meses, eles foram acolhidos em duas famílias da cidade e, agora, foram unidos e adotados por um casal homoafetivo do Rio Grande do Norte.

O prefeito de Sapucaia do Sul, Dr. Luiz Rogério Link, recebeu em seu gabinete na manhã de sexta-feira, 15, o casal e, também, uma das famílias que acolheram três dos quatro irmãos. “Me sinto imensamente feliz com esta história real, de vidas que estão sendo transformadas. Com o Família Acolhedora, estamos conseguindo dar suporte, cuidados e amor a crianças e jovens que não tiveram isto em seus lares de origem e, assim, prepará-los para uma futura adoção”, disse.

A alegria era visível e contagiante no semblante do casal. “Agora nossa casa estará cheia e teremos uma família completa. É uma alegria muito grande. Estamos eufóricos”, disse um dos pais, que é enfermeiro.

O outro, que é arquiteto, de 42 anos, disse ter se surpreendido quando soube que eram quatro irmãos. “Primeiro tínhamos solicitado a adoção de duas crianças, mas depois abrimos para mais. Quando soube que havia quatro irmãos no Rio Grande do Sul, me assustei. Mas quando comecei a vê-los por fotos e videoconferências, me apaixonei na hora. Parecia que já nos conhecíamos há muito tempo. Eles são muito alegres, amorosos e vimos a diferença deles terem sido acolhidos primeiro em uma família. Este Programa Família Acolhedora é muito importante”, contou o arquiteto.

Para a mãe de uma das famílias que acolheram três dos irmãos, o momento é uma mescla de emoções. Alegria, misturado com tristeza, mas a certeza do dever cumprido. “Sentiremos a falta deles, sem dúvida. Mas sabemos que eles estarão bem, juntos e felizes. O mais importante é saber que cumprimos com o nosso papel. Quando eles chegaram lá em casa, se comportavam como bebês, tinham dificuldade de comunicação, eram doentes, apáticos. Hoje são outras crianças. Interagem, se comunicam bem, foram tratados, são carinhosos. Este programa nos faz muito feliz e já estamos abrindo nosso lar para novas crianças”, disse.
Acolhimento: Famílias sapucaienses interessadas em acolher temporariamente crianças e adolescentes que vivem em situação de risco, podem se inscrever no Programa Família Acolhedora. O cadastro é feito pela Prefeitura de Sapucaia do Sul, através da Secretaria de Desenvolvimento Social, na sede do serviço, que fica na Rua São Caetano, nº 161, Bairro Vargas, ao lado da EMEI Romana Gonçalves, de segunda a sexta-feira, das 10h às 16h. Mais informações pelo telefone 3452-4444.