Rádio Líder do Vale - 24hs ao vivo - Aperte o Play e escute ----->>>
Pubicado em: seg, out 29th, 2018

Esteio inaugura república para pessoas em situação de rua

Com o objetivo de acolher e promover a autonomia das pessoas que vivem nas ruas da cidade, a “República Juntos Esteio” foi inaugurada na manhã de segunda-feira, 29, no Bairro Santo Inácio. Fruto de uma parceria entre a Prefeitura Municipal e a Central Única das Favelas (Cufa-RS), o prédio, onde funcionava o antigo Centro Municipal de Cultura e Inclusão Social (CMECIS), é equipado com três banheiros para os usuários e um para a equipe técnica, uma cozinha, quatro quartos e tem capacidade para receber até 20 moradores.
Durante a inauguração, o prefeito Leonardo Pascoal relembrou que fazia parte do programa de governo criar um local onde pessoas em situação de rua pudessem passar a noite, obtendo suporte para se reestabelecerem na sociedade. “Queremos dar condições para que essas pessoas possam reconstruir suas vidas e para que tenham a possibilidade de projetar um futuro, conseguir um emprego, se reinserir em suas famílias e de sonhar com dias melhores. O governo tem que ser para todos. Para governar para as pessoas é preciso estar perto delas. Espero que a partir desse dia vidas possam ser ressignificadas”, afirmou.
A secretária municipal de Cidadania, Trabalho e Empreendedorismo (SMCTE), Tatiana Tanara, ressaltou que o trabalho realizado na república em parceria com a Cufa-RS trará grandes resultados. “Hoje é realmente um marco do nosso trabalho na Secretaria. No ano passado, conhecemos a Central Única das Favelas, e foi lá que encontrei aquilo que eu acredito como política social, aquilo que fomenta a potencialidade de cada sujeito, que sai do vitimismo e que constrói a cidadania. Temos que começar a tornar a área social uma área técnica responsável, com início, meio e fim”, disse.
Representando a Cufa, Ivanete Pereira declarou sua satisfação de inaugurar o espaço no Município. “Esteio dá um passo muito importantes na relação com o resgate de vidas. Que aqueles que vierem até aqui, em busca de uma nova oportunidade, possam encontrar todo o apoio que necessitarem. Nada será simples, as regras serão cumpridas, ou, do contrário, não poderemos ajudar ninguém a mudar de vida”, apontou a coordenadora, ressaltando que na república de Porto Alegre há um índice de 70% no resgate de pessoas em situação de rua, as quais se recolocam no mercado de trabalho e retomam o convívio com a família.
A República Juntos Esteio já tem cadastrados três candidatos a moradores do espaço. A seleção dos usuários que serão acolhidos no espaço será realizada por uma equipe multidisciplinar do Serviço de Abordagem Social, vinculado à SMCTE. O beneficiário deverá ter entre 18 e 59 anos e seguir alguns requisitos preestabelecidos, como participar de oficinas e cursos de capacitação e procurar emprego, atividades que serão articuladas pela SMCTE. Além disso, a república terá oficinas de inclusão produtiva e de entrada no mercado de trabalho. Os abrigados poderão ficar no espaço pelo prazo de 180 dias, podendo ser renovado por igual período.