Rádio Líder do Vale - 24hs ao vivo - Aperte o Play e escute ----->>>
Pubicado em: sex, fev 16th, 2018

Esteio retoma obras de escola do ProInfância paradas há quase dois anos

Escola infantilEsteio – Na manhã de sexta-feira (9), o prefeito Leonardo Pascoal deu início à primeira fase da retomada das obras da escola municipal de Educação Infantil (EMEI) Denise Bortolini (Rua Taquara, 225 – atrás do Ginásio Municipal Edgar Piccioni), com a assinatura do termo que autoriza a continuação dos serviços. Iniciada em 2014, a obra teria recursos do Governo Federal, através do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), dentro do Programa Nacional de Reestruturação e Aparelhagem da Rede Escolar Pública de Educação Infantil (ProInfância). As edificações tiveram início, mas a empresa que executaria a obra decretou falência, e o trabalho parou em 2016, com 40% do projeto executado.

Com um investimento de R$ 1,5 milhão (recursos do Município), a escola terá capacidade para atender cerca de 120 crianças de 0 a 3 anos, em turno integral. As obras, que terão início imediato, serão realizadas pela empresa Técnica Construções, com previsão de 4 meses e data de entrega definida para 4 de junho de 2018. “Desde o início do Governo, temos procurado encarar os problemas para resolvê-los, e este aqui, talvez, fosse um dos maiores que nós tínhamos dentro da Secretaria de Educação, de mais difícil resolução, por questões financeiras, burocráticas, jurídicas, e pela própria questão da construção”, disse o prefeito. “Espero que a empresa responsável pela obra tenha muito êxito no decorrer da construção, que para nós é muito importante.”
O titular da Secretaria Municipal de Educação (SME), Marcos Dal’Bó, agradeceu a todos os envolvidos na concretização do projeto. “Este é um grande projeto a ser desenvolvido, nós temos o investimento necessário e vamos concluir a obra dando à comunidade tudo que ela merece, que é uma escola de qualidade. Mesmo que demore um pouco, o importante é que conseguiremos colocar aqui mais crianças para serem atendidas”, disse.