Pubicado em: sex, mai 26th, 2017

Conferência em Sapucaia aborda saúde e desafios da mulher

Com o tema “Saúde das mulheres: Desafios para a integralidade com equidade”, a Prefeitura de Sapucaia do Sul, através da Secretaria Municipal de Saúde, promoveu nesta sexta-feira, 19 de maio, a Conferência Municipal da Saúde das Mulheres. Diferentes temas relacionados ao público feminino, como preconceito, mercado de trabalho, parto, entre outros, foram abordados ao longo dia, no auditório do Instituto Federal Sul-Rio-grandense – IFSUL.
Durante a abertura do evento, o prefeito Dr. Luis Rogério Link, destacou a necessidade das mulheres lutarem por reconhecimento e igualdade, em uma sociedade ainda machista. “Como médico, trabalho com as mulheres há 30 anos, e conheço suas angústias, por conta do excesso de cargas que elas carregam. A dupla jornada, muitas vezes não reconhecida e valorizada, a desigualdade, a violência, tudo isso influencia diretamente na saúde das mulheres”, falou.
O secretário municipal de saúde, Neio Lúcio Pereira, disse que a programação da conferência foi pensada justamente para abordar os vários aspectos que influenciam a vida e a saúde das mulheres. “O debate deve ser feito desta forma, pois não podemos falar em saúde, sem debater as diferentes situações que refletem nela”, disse.
A coordenadora da Conferência Estadual de Saúde das Mulheres, Jussara Cony, foi a primeira painelista, falando sobre A saúde das mulheres em tempos de crise e resistência. “Somos mulheres resistindo ao longo da história, que nos impõe as mais diferentes formas de discriminação. Nós não nascemos doentes, mas adoecemos ao longo do tempo, por conta da dupla jornada do trabalho, e por vivermos em uma sociedade que não reconhece a função social da maternidade”, salientou Jussara.
Além de Jussara, a conferência contou, pela manhã, com a presença da juíza do trabalho, Antônia Mara Vieira Loguercio, que falou sobre O mundo do trabalho e a vida das mulheres. À tarde, a titular da Coordenadoria da Mulher de Sapucaia do Sul, Cláudia Jaqueline Reboa, abordou o tema A vulnerabilidade das mulheres nos ciclos de vida. Já as temáticas sobre saúde da mulher e empoderamento em relação ao parto, foram trabalhadas pelas enfermeiras da rede municipal de saúde, Janaína Tedesco e Andressa Limberger, e pela médica obstetra do Hospital Getúlio Vargas, Drª. Lívia Guaitoline. A vice-presidente da Câmara de Vereadores e presidente da comissão de Saúde da Câmara, Raquel do Posto; o diretor-geral da Fundação Hospitalar Getúlio Vargas, Juarez Werba; e o presidente do Conselho Municipal de Saúde, Geison Andrei Rex, também participaram do evento.