Pubicado em: qua, jun 29th, 2016

Comissão de Saúde analisa relatório de gestão dos recursos do SUS

Comissão de Saúde analisa relatório de gestão dos recursos do SUSÀs 15h de hoje (28), os vereadores que integram a Comissão de Saúde, Meio Ambiente e Assistência Social, Jaime da Rosa (PSB), Beatriz Lopes (PT) e Michele Pereira (PT), analisaram o relatório de gestão dos recursos do Sistema Único de Saúde (SUS) do município, relativo ao primeiro quadrimestre de 2016. A reunião contou com a presença da secretária de Saúde Ana Paula Goularte Macedo, que tirou dúvidas dos parlamentares em relação aos atendimentos, números de consultas e tempo de espera, entre outras questões.
De acordo com a secretária, o saldo destinado a atendimentos de farmácia era de R$ 67 mil. “Como não recebemos mais recursos e foi feita licitação de R$ 380 mil, isso é refletido em atendimentos e chegam reclamações aos vereadores”, explica. Ela argumentou que os valores foram cobertos com recursos do município. “Há vários repasses zerados, e isso gera um gasto”, diz. Sobre filas de espera para atendimento médico especializado, Ana destacou que o número de pessoas foi reduzido. “No caso de oftalmologistas, havia cerca de 1000 pessoas aguardando, hoje são 492. Para realizar cateterismo, temos 217 em espera”, expôs.
Sobre o déficit da Fundação de Saúde Pública Hospital São Camilo, Ana disse que, apesar de mandado de segurança impetrado para garantir a regularização de repasses, há parcelas pendentes por parte do Governo do Estado. “O que ganhamos por via judicial é que, a partir de junho, os valores viriam mensalmente”, esclareceu. Segundo informações do diretor administrativo da fundação, Norberto Bierhals, após a liberação do alvará de pagamento feita ontem (28), o valor relativo ao mês de maio de 2016 deve ser enviado a qualquer momento. O repasse da pactuação 100% SUS não chega ao hospital há cinco meses, totalizando R$ 12,2 milhões.